top of page

Pode a inteligência artificial substituir a médica?


O ato médico é uma arte que deveria ser vista como dentro do campo da filosofia. Para ser médico não basta ter conhecimento de doenças, manuais e guias. Há necessidade de se ter empatia com o sofrimento dos pacientes, há que ser um bom ouvinte, é fundamental examinar o paciente, ou seja, contato olho-no-olho , pois é aí, que se observa o quanto ele está sofrendo, o quanto ele precisa de atenção. O profissional que não quer se submeter a isso, não deveria fazer medicina. O que nos entristece, é ver um médico realizando uma consulta, na qual ele tem o seu 1º contato com o paciente, com uma duração máxima de 10 a 15 minutos. Como é possível estabelecer uma relação de confiança nesse período? Como é possível ouvir as queixas e demandas do paciente nesse prazo? Como é possível examinar um paciente nesse intervalo? E por fim, como é possível determinar uma hipótese diagnóstica durante esse tempo? Abomino a possibilidade de uma consulta on-line. Isso é uma excrescência criada para tentar remover do médico a arte da medicina e transferi-la para a inteligência artificial.



11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page
<